Ministério Educativo Visão de Águias

Ministério Educativo Visão de Águias

julho 08, 2017

24ª LIÇÃO DISCIPULADO CONFORME O CORAÇÃO DE DEUS



13º capítulo = Traços Do Caráter De Jesus

Fidelidade, Excelência, Integridade, Obediente, Amoroso, Compassivo em todas as áreas de sua vida.
Jesus era amoroso assim como o Pai do céu é amoroso. Deus nos criou em amor, nos resgatou em amor, nos fez filhos dele por amor. Jesus nos amou de tal maneira que aceitou ser o salvador do mundo. Jesus aceitou vir pagar o preço que estava estabelecido contra nós e isto foi um ato de amor. 

Como ser humano aqui na terra ele também sempre agia em amor.
ñ “Jesus, porém, disse: Deixai os meninos, e não os estorveis de vir a mim; porque dos tais é o reino dos céus.” - Mt. 19:14  = Jesus tratava as crianças com amor.
ñ  “E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela.” - Jo. 8:7  = Jesus se compadecia os que eram maltratados e os defendia.
ñ  “E, ao pôr do sol, todos os que tinham enfermos de várias doenças lhos traziam; e, pondo as mãos sobre cada um deles, os curava.” - Luc 4:40   =  Jesus amava as pessoas e curava os enfermos.
ñ  “E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz”, Fp. 2:8. = Jesus era obediente em tudo, Obediente a Deus Pai. A Bíblia nos diz que Jesus aprendeu a obedecer.
ñ Jesus veio servir, trazer vida e vida com abundância. Ele veio cuidar do povo que havia se perdido, salvar e resgatar o mesmo. Jesus nunca fez questão de aparecer como líder e se esnobar com o fato que ele era o Messias que veio salvar o mundo. Ele veio agir com autoridade, mas autoridade amorosa. E, para ser o Messias ele tinha que cumprir que a seu respeito foi escrito anteriormente; isto requer obediência àquele que o enviou. Amém, glórias ao Altíssimo.
ñ  Filipenses 2:5-8 nos fala o seguinte: “Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até a morte e morte de cruz”. = Jesus era humilde. Este é outro traço de caráter de Jesus.

O que é que vem a ser humilde? Você saberia descrever isto sem olhar no dicionário? Jesus nunca jogou na cara das pessoas: olha veja se me respeita em, eu sou Deus e vê se me trata de acordo; entendeu?

Segundo o Dicionário usurpação é: Usurpação:  s. f.1. Ato ou efeito de usurpar. Usurpar = v. tr.

1. Apoderar-se violentamente ou fraudulentamente do que pertence a outrem.
2. Chegar a possuir sem direito.
3. Obter (alguma coisa) por fraude, à viva força.
4. Gozar ou usufruir por usurpação.

Jesus tinha o direito de falar eu sou o próprio Deus, vê se me respeita e me trata com dignidade conforme mereço. Ele podia ter estabelecido seu reino, exigir que lhe tratasse como o melhor rei do mundo, e isto não seria usurpação, pois Jesus é Deus; ele de fato tinha este direito. 

Mas, Jesus não agia assim, ele deixou a sua glória lá no céu e veio assumir forma humana. Uma vez feito isto, ele se comportou dignamente como ser humano e viveu como todos nós aqui na terra. Vida normal de todo ser humano; fez diferencial nenhum neste sentido. E o apóstolo nos ensina para aprendermos com Jesus. Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus. Ele nos faz lembrar que devemos proceder da mesma forma como Jesus fez. Não devemos julgar como usurpação o fato que fomos feitos filhos de Deus; agora podemos nos achar algo melhor do que os outros que ainda não são.  

Antes igual Jesus fez, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, devemos fazer o mesmo. Devemos tornar-nos semelhante a Jesus e amar nosso próximo; reconhecido que somos humanos como todos, a nos humilhar, tornando-se obediente a Deus e servir o nosso próximo.

A usurpação é algo que em nossos dias tem tentado muitos servos de Deus. Temos visto muitos que se vangloriam na posição que ocupam, sendo que isto lhes foi imposto por Deus. Muitas pessoas caem na tentação de se achar superior do que muitos de seus seguidores pelo fato que Deus lhes deu um grande ministério. Começam a dar ao ministério seu próprio nome e assim por diante. Será errado usar seu próprio nome no ministério? O fato de usar o próprio nome não é errado, se Deus assim o ordenou fazer. 

Torna-se errado quando a admiração pelo nome do ministério começa ser mais importante do que o nosso Deus a quem servimos; neste caso é pecado.

Jesus orava ao Pai. =  Jesus como líder foi um exemplo em tudo, pois ele tinha uma vida de oração, um relacionamento íntimo com seu Pai em primeiro lugar. Jesus tinha caráter íntegro - Jesus vivia uma vida com caráter digno de ser imitado. Jesus agia com excelência e era íntegro e em tudo fiel àquele que o enviou. Jesus tinha comunhão com o Pai. Ele tinha comunhão com seu Pai que estava no Céu. Ele também tinha comunhão com seus discípulos, ele gastou muitas horas, dias, semanas para transmitir a eles na íntegra tudo que eles haviam de fazer. 

Jesus era fiel. = A fidelidade de Jesus Cristo é impressionante de observar. Ele cumpriu com tudo que a Escritura diz a seu respeito. Temos várias passagens nas Sagradas Escrituras que testificam do fato que ele cumpriu com a missão dele aqui na Terra. Vamos analisar os versos a seguir:
§  Lc. 13:32 – “E respondeu-lhes: Ide, e dizei àquela raposa: Eis que eu expulso demônios, e efetuo curas, hoje e amanhã, e no terceiro dia sou consumado”.
§  Jo. 17:4 – “Eu glorifiquei-te na terra, tendo consumado a obra que me deste a fazer”.
§  Jo. 19:30 - “E, quando Jesus tomou o vinagre, disse: Está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito”.
§  Hb. 5:9 - “E, sendo ele consumado, veio a ser a causa da eterna salvação para todos os que lhe obedecem”;
§  Ap. 1:5 “E da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dentre os mortos e o príncipe dos reis da terra. Àquele que nos amou, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados”.

Jesus era compassivo. = Mt. 14:14 – “E, Jesus, saindo, viu uma grande multidão, e possuído de íntima compaixão para com ela, curou os seus enfermos”. Outra história linda que demonstra o coração compassivo é a ressurreição de Lázaro. É a única vez que vemos que Jesus de fato chorou. Ele se compadeceu da situação da família, dos amigos e do próprio Lázaro, apesar de Jesus ter dito que isto aconteceu para que o nome de Deus fosse glorificado. Isto mexeu com a estrutura das emoções de Jesus. Porém, Jesus permanecia fiel e cumpria tudo que a seu respeito foi dito.

Jo. 11:33-45 “Jesus pois, quando a viu chorar, e também chorando os judeus que com ela vinham, moveu-se muito em espírito, e perturbou-se. E disse: Onde o pusestes? Disseram-lhe: Senhor, vem, e vê. Jesus chorou. Disseram, pois, os judeus: Vede como o amava. E alguns deles disseram: Não podia ele, que abriu os olhos ao cego, fazer também com que este não morresse? Jesus, pois, movendo-se outra vez muito em si mesmo, veio ao sepulcro; e era uma caverna, e tinha uma pedra posta sobre ela. Disse Jesus: Tirai a pedra. Marta, irmã do defunto, disse-lhe: Senhor, já cheira mal, porque é já de quatro dias. Disse-lhe Jesus: Não te hei dito que, se creres, verás a glória de Deus? Tiraram, pois, a pedra de onde o defunto jazia. E Jesus, levantando os olhos para cima, disse: Pai, graças te dou, por me haveres ouvido. Eu bem sei que sempre me ouves, mas eu disse isto por causa da multidão que está em redor, para que creiam que tu me enviaste. E, tendo dito isto, clamou com grande voz: Lázaro, sai para fora. E o defunto saiu, tendo as mãos e os pés ligados com faixas, e o seu rosto envolto num lenço. Disse-lhes Jesus: Desligai-o, e deixai-o ir. Muitos, pois, dentre os judeus que tinham vindo a Maria, e que tinham visto o que Jesus fizera, creram nele”.

Citamos algumas características de Jesus, e vemos que anos mais tarde os discípulos tinham o mesmo proceder que seu mestre tinha; e é muito importante ressaltar aqui, que nós também de igual forma devemos ter o mesmo. Em cada ato e gesto de Jesus era uma semente que ele estava lançando na vida de seus discípulos; estas sementes produziram muitos frutos, e ainda estão produzindo. Jesus investia no ser humano. Ele investiu na vida das pessoas que lhe seguiam. Ele preparou os doze e preparou muitos outros, como até hoje prepara a você e a mim.  Agora é nossa vez de nos questionar: será que somos iguais aos incrédulos da época, ou somos iguais aos que viram e creram? Será que estamos aprendendo a ser líderes igual os discípulos aprenderam a ser? Eu fui ou não fui preparado e transformado íntegro de Jesus em minha caminhada com ele?


A Paz do Senhor,
Que Deus lhe abençoe imensamente.
Autora do Capítulo Missionária Antonina Penner.
DISCIPULADO CONFORME O CORAÇÃO DE DEUS
Jr. 3:15 “E Dar-Vos-Ei Pastores Segundo O Meu Coração, 
Os Quais Vos Apascentarão Com Ciência E Com Inteligência”
A. PENNER PUBLISHING
Copyright...  
DISCIPULADO CONFORME O CORAÇÃO DE DEUS
ISBN NUMBER:  978-0-9881063-2-1
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

GOD LOVES YOU - BY REV. BILLY GRAHAM